Prefeitura de Salvador - Prefeitura de um novo tempo

Notícias

Coleta seletiva

A coleta seletiva consiste na separação dos materiais reaproveitáveis presentes no lixo ainda na fonte geradora (residências, escritórios, etc.), antes da operação de coleta.

O grande ganho da coleta seletiva está na conscientização da população para as questões sanitárias e de preservação ambiental, uma vez que sua atuação desenvolverá formas corretas de acondicionamento do lixo, assim como meios de poupar fontes de recursos naturais não renováveis.

O lixo costuma ser separado basicamente em dois grupos:

- O lixo orgânico ou úmido – folhas de árvores, restos de comida em geral, etc.;

- O lixo inorgânico ou seco – papel/papelão, metais, vidros, plásticos, madeira, cerâmicas, etc.

Dependendo do local onde se estiver implantando esse tipo de coleta e da motivação da comunidade, o lixo inorgânico podem ainda ser separado de acordo com a incidência dos diversos resíduos como, por exemplo, papel/papelão, vidros, plásticos e metais. Convém lembrar, no entanto, que a coleta seletiva envolve alguns investimentos iniciais:

- Requer do usuário vários recipientes para o acondicionamento dos diversos tipos de lixo, separadamente;

- Requer equipamento coletor que permita a coleta dos materiais recicláveis;

- Requer local para a estocagem do lixo reciclado para posterior comercialização.

Operacionalmente alguns valores adicionais deverão ser considerados de acordo com a sobreposição de roteiros que poderão ocorrer em casos de alguns moradores não se mobilizarem para a implantação do programa.

Várias experiências de coleta seletiva tem sido aplicadas, a partir da iniciativa de agentes diferentes. Verificam-se casos em que a iniciativa é de comunidades mais esclarecidas (ate mesmo condomínios fechados), outros de comunidades faveladas, a partir de graves problemas ambientais e outros ainda liderados pelo Poder Público.

Nesse método, caberá ao usuário separar os diferentes tipos de lixo. Em vista disso, a conscientização da comunidade é fundamental, pois, cabe a ela a parte mais importante desse processo: a seleção dos resíduos. Para tanto, Governo e comunidade devem trabalhar lado a lado.

Fonte: http://www.resol.com.br/cartilha/situacoes_coleta.php